sexta-feira, outubro 06, 2006

História de encontrar

Era uma vez uma Menina-Mulher que vivia feliz uma vida como todas as outras vidas de todas as outras Meninas-Mulheres que conhecia.

Certo dia conheceu um Homem-Menino, que como todos os outros Homens-Meninos procurava uma Menina-Mulher a quem pudesse Amar, com quem pudesse partilhar a Vida e os Sonhos.

Fizeram-se Amigos e Namorados.

Nos braços um do outro sentiram Paz, Cumplicidade, Compreensão, Proximidade, Intimidade, Amor, Desejo, sentiram que se conheciam desde sempre... e sentiram que queriam ficar juntos para sempre.

Contra a opinião de alguns, um dia decidiram que queriam partilhar o dia-a-dia do outro, acordar ao lado um do outro, para o bem e para o mal.

Juntos sonharam o futuro, projectaram mais filhos e filhas, projectaram-se no tempo e viram-se velhinhos, de cabelos já brancos, a serem visitados pelos filhos numa casa à beira mar, cheia de música e de recordações de dias felizes, onde o velho cão de família continuava a manter a guarda.

Foi passando o tempo e as dificuldades que o mundo lhes impôs e tiveram que enfrentar eram crescentes. E a Menina-Mulher e o Homem-Menino não souberam como ultrapassá-las. E decidiram separar-se, mesmo sabendo que continuavam a Amar-se tanto ou mais que no início. Mas precisavam recuperar forças...

A Menina-Mulher sentiu-se perdida sem ele, como se o chão tivesse desaparecido debaixo dos seus pés e estivesse em queda livre, e poucos meses depois quase se consumiu em desgosto quando soube pelo filho do Homem-Menino que ele tinha encontrado outra namorada.

Nem meio ano depois o Homem-Menino declarou-se à Menina-Mulher que o confrontou com a situação. Começou um pesadelo de esperanças e desilusões, de inícios e de fins, de promessas e mentiras, de confiança e traição.

Um dia a Menina-Mulher desconfiou que a outra menina-mulher tinha engravidado... e tinha razão.
Num choro convulsivo o Homem-Menino pediu perdão à Menina-Mulher e voltou a declarar-se e a fazer-lhe promessas de futuro. A Menina-Mulher perdoou-o e pediu-lhe que tivesse cuidado e não se aproximasse demais da outra menina-mulher durante a fase complicada que se seguiu. Ele disse que queria apoia-la na recuperação do deslace que teve, e a Menina-Mulher aceitou e achou que ele estava certo.

Selaram mais uma vez o Amor que sentiam um pelo outro.
Durante os meses seguintes, entre muitos sofrimentos, foram-se encontrando, esperando ver o futuro chegar.
Mas o futuro nunca mais chegava, e o sofrimento de todos estava longe de acabar.

Um dia quando o Homem-Menino regressou de uma viagem ao outro lado do mundo a Menina-Mulher confrontou-o com a incongruência do que se continuava a passar.
Mais uma vez ele deu-lhe razão e jurou Amá-la para Sempre, alterou espontaneamente os planos para o dia seguinte que tinha com a outra menina-mulher que naturalmente ficou muito triste.

Com tudo por provar, o Homem-Menino partiu para uma nova viagem, e no regresso a Casa foi jantar com a Menina-Mulher. Queria sentir que tinha alguém à espera dele, para ouvir as histórias de mais uma aventura. E ela ouviu-o.

Trocaram juras de Amor.
Na manhã seguinte, ainda envolta num turbilhão de sentimentos, montanha-russa a que estava habituada, inclinou-se sobre o leito para o beijar e viu o que não queria em cima da mesinha de cabeceira... ficou triste. Pensou que devia partilhar essa tristeza com o Homem-Menino e foi isso que fez. Mas a reacção não foi a que esperava, e o Homem-Menino pôs em causa tudo o que se tinha passado na noite anterior.

Triste e mais uma vez desiludida, a Menina-Mulher decidiu que não podia mais viver em sobressalto. Queria ter ao seu lado um Homem-Menino com raízes fortes e resistentes, que à mínima contrariedade não pusesse em causa tudo o que tinham, e podiam vir a ter. Tudo o que sonharam construir.
Durante todo o tempo tinha aprendido a não confiar, e já não sabia onde se agarrar para voltar a acreditar.

E foi assim que encontrou o eterno Amor da sua vida,... e foi assim que se obrigou a dizer-lhe adeus...

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger lobices said...

...tudo o que se sonha construir jamais deixará de existir
...o sonho perdurará sempre
...um beijinho

segunda out 09, 01:36:00 da tarde 2006  
Blogger Bass Line said...

O Texto é muito bonito, e triste... Mas quem sabe se o Homem-Menino não se sentiu só mesmo quando partilharam o dia-a-dia, não pelo Amor que sempre existiu, mas por não sentir eco no seu Mundo, já de si meio perdido, e por tanto que ficava guardado á espera de um momento... Porque isso tb é partilhar! O Sonho fica e o Amor também... para sempre...

segunda out 09, 03:07:00 da tarde 2006  

Enviar um comentário

<< Home

Solar X-rays:

Geomagnetic Field:
Status
Status
 
From n3kl.org
Number of online users in last 3 minutes